terça-feira, 17 de março de 2009

Hey Jude!


.
"And anytime you feel the pain...Hey, Jude, refrain.
Don't carry the world upon your shoulders.
For well you know that it's a fool, who plays it cool...
By making his world a little colder..."
.
.
.
So...
Take a sad song and make it better!
.
.
.
(Status sad but strong - ON)
...

segunda-feira, 9 de março de 2009

[Extremos da Paixão]

.
"Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso. A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão."
.
[Caio F. Abreu]
.
.
.

domingo, 1 de março de 2009

...Six secrets revealed...


SEIS SEGREDOS REVELADOS

Bem, recebí essa...digamos "tarefa" da 6são. Revelar seis segredos. Aceito o desafio... Então vamos lá!
.
.
.
1. Seguindo o modelo da 6, o primeiro segredo a ser revelado será pertinente à minha infância... E bem, não sei se é bem um segredo (o que é segredo, afinal?), mas fatos. Porém, contando que vocês não conheçam, tá valendo: Minha infância foi meio divida, tive a minha fase "criança estranha", em que eu "brincava" de fugir de casa... Eu ia no máximo até o outro quarteirão. Mas no fim da tarde ninguém havia me procurado, então eu voltava pra casa, super frustrada, hehe... Tive a fase 'perversa', em que eu brigava com as outras crianças, e tal. Uma vez eu batí a cabeça de um garoto na parede, acho que até hoje ele lembra.
E por último a minha fase de reclusão, em que deixei de brincar na rua, tanto pela minha falta de liberdade quanto pelo meu desinteresse mesmo, achava todas as "coleguinhas" chatas, daí ficava só em casa.
Hmmm, deixa eu tentar imaginar algo que se pareça um segredo... Bom, eu tinha um amigo imaginário chamado Jack, e tbm tive uma boneca que eu jurava que podia virar gente a qualquer momento, mas ela não fazia isso porque era chata, então eu joguei-a no lixo, rsrs.
.
[São tantas emoções, rsrs.... ]
.
2. O segundo "segredo" é que, na minha pré-adolescência eu fui apaixonada por um garoto, e escreví uma carta pra ele, sem inteção de entregar, escreví só pra ser besta e guardei. Só que meus irmãos encontraram a maldita carta e... Zombaram de mim até não poderem mais, lendo a cartinha, fazendo brincadeirinhas o tempo inteiro com isso, etc.
Mas não ficou nenhum trauma. Hoje eu lembro disso e acho engraçado, kkkkkkk.
.
¬¬
.
3. O terceiro é que até hoje mantenho esse hábito de escrever pras pessoas sem a intenção de mostrá-las... Eu acho que escrevo só pra colocar pra fora o que sinto, na tentativa de aliviar a dor de alguns desses sentimentos...
Só que não tenho muito cuidado com essas cartas; deixo-as dentro dos meus cadernos, pastas, etc. Daí elas correm o mesmo risco de serem encontradas que aquela citada no segredo 2.
.
=p
.
4. Acho que esse não é bem um segredo, e isso é só o que tenho dito desde que comecei esse post, rsrs...
Bom, é que a minha ignorância me angustia.
A coisa que me deixa mais angustiada na vida é o meu não-saber; pensar que há tanto conhecimento no mundo e que não possuo nem 0,0001% dele me deixa desesperada.
Tenho medo de morrer ignorante, mas esse meu desespero me paralisa, daí não consigo me concentrar bem quando tento aprender algo pensando em aliviar essa minha ignorância.
Só aprendo mesmo sem essa tensão, e acho que todo mundo só aprende assim, de forma natural, sem forçar...
Então o que eu quero é esquecer esse medo pra poder aprender naturalmente.
.
><
.
5. O quinto, eu reservo pra falar da "necessidade do outro"...
Também tenho medo de nunca amar de verdade, e digo amar no sentido de completude, de amar e ser amada na mesma intensidade.
Tenho medo de nunca conhecer essa completude, de nunca achar alguém parecido comigo.
Mas acho que isso nem é segredo, e nem é particular... Isso é um mal que aflige a muitos.
Vou pular pras minhas particularidades então...
Eu sou muuuito egoísta, individualista, e egocêntrica... Mas ao mesmo tempo amo as pessoas, acho que preciso delas, e tenho empatias. Essa é uma das minhas maiores contradições.
Sou multipolar e instável...
.
U.U
.
6. E tharammm... Não sei o que escrever aqui, no sexto segredo...
(Meia hora depois)...
É, não acho mais nada de relevante que venha a servir como segredo pra revelar...
Bom, então lá vai mais um fato simples:
Quando estou mal, eu olho pro céu e isso me traz um conforto imenso... É como um remédio.
E o meu sonho é conhecer "os céus do mundo"... E se até uma certa idade eu não tiver conseguido conhecer pelo menos a metade dos lugares que quero, serei a pessoa mais infeliz do mundo!
><
.
.
.
Bem, acho que é isso...
Missão cumprida.
.
Hora de repassar a bomba!
.
E as pessoas que indico para revelar seis segredos seus são:
.
.
.